sexta-feira, 16 de setembro de 2011

A escola e a Tourette


A Escola  e a TouretteEscola virtual

Mensagem sinalizad
Passo a passo, vamos aprendendo a ajudar meu filho. A escola e eu. Tem sido um aprendizado para nós duas. Hoje sinto que estamos ligadas, há um laço entre a gente que começa a tomar forma.
Isso è um grande avanço, na verdade é felicidade pura.
Não , não estou falando de notas, de classificação no ENEM, nem de aprovação no vestibular. Estou me referindo a “ aluno superando desafios”. Inclusão pura. E digo isso porque segundo o dicionário de Aurélio, incluir significa: compreender, abranger, fazer tomar parte, inserir, introduzir, relacionar . Nada de apenas estar presente numa sala de aula. Não é isso que está acontecendo.
Ele está sendo compreendido , estão se adaptando e ele está sendo ajudado a se adaptar a sua nova fase da Tourette, do TOC e do TDHA. Não tem nada de simples aqui, não tem nada de fácil, mas está existindo uma vontade de ajudar nessa conquista. Uma vontade enorme de que ele supere.
Uma das propostas que me foi dada pela a escola, foi o uso do computador para realizar as tarefas, já que meu filho deixou de copiar por causa da letra. Confesso que concordei sem a mínima confiança na vitória, afinal,  meu filho não tinha prática com computador . Mas , eu não tinha como discordar. Era uma chance, podia dar certo  e a escola estava confiante. Ela deu todo o suporte a ele .
Meu filho começou pelas provas, era difícil para os professores entenderem sua letra que por causa da Tourette não era legível, então passou a fazer prova no computador. Digo que meu coração saiu não só pela boca, mas pelo pé , pelo nariz e pelos ouvidos . Eu não sabia como ia ser, se ele ia gostar, o que ele ia pensar, mas ,enfim ,foi o começo de sua auto-estima sendo lentamente recuperada. Mas continuava a não copiar as tarefas ou se copiava não entendia o que tinha copiado, então, parou de copiar. Passou a levar o computador para a sala, a escola o treinou para isso. Mas ainda faltava sua dificuldade maior, seu calcanhar de Aquiles: a Mara (como diz o Sidão , professor de matemática)
Como alguém, que no momento está com a parte visuo-motora comprometida, sem noção de espaço, com a letra comprometida também, ia organizar sua prova ou responder tantas questões uma embaixo da outra. As provas de matemáticas continuavam sendo escritas. 
A escola fez algumas adaptações nestas provas como: espaçamento e tamanho de letra, mas ainda não era isso. Acharam nova solução: prova de matemática no computador. Aí eu tremi. Como ele vai colocar fração e montar equação: Cícero e Guilherme se encarregaram disso.Primeiro , meu filho tinha que aprender um programa específico para matemática. E eu pensei , claro que não vai dá certo, como ele vai aprender o programa e ainda a matemática. Não ia dá certo , eu sabia. Mas ,concordei. Terças e quintas depois do PAIE , ele vai à escola e o professor Guilherme lhe ensina o programa. Gente ,pra minha surpresa,hoje eu fui na escola falar com o Cícero , que é o SUPERVISOR, com letra maiúscula sim, porque ele abraçou a causa e a  escola ao mesmo tempo, é “vestiu a camisa” como dizem. Eu fui falar do TOC e eu que fui tocada: ele conseguiu, fez antes do que esperávamos a sua primeira prova de "MARA” no computador. Meu filho é admirável, é o meu herói. Claro que não sei a nota , aquele meu velho pessimismo bate a porta, mas afasto esse medo ,esse pensamento , e me orgulho . Na verdade , eu já dei a minha "nota", o Cícero já deu a "nota" dele , o professor Guilherme também, foi um grande avanço. 
Parabéns meu filho , esse é o slogan da sua escola: "superar desafio". E foi a escola que nós, seu pai e eu, escolhemos para você e está te ensinando bem mais que matérias e está te ensinando vida. Tem mais pela frente ,eu sei. Tem muito a fazer ainda. Mas eu acredito que a união faz a força, juntos, psiquiatra, psicóloga, PAIE, Colégio Santa Ùrsula , Família e acima de tudo lá do alto e em nossos corações:  Deus.

7 comentários:

  1. Meu filho de 10 anos tem síndrome de Tourette, e estamos atravessando um momento bastante difícil na escola, pois ele tem muita dificuldade com escrita, e tambem com o tempo das aulas, sem pausas, entre outras coisas...percebi que usando o computador ele não tem dificuldades para escrever e comecei a cogitar a hipotese de adotar uma ferramenta como essa pedagogicamente, quando li sua postagem. Foi bom perceber que estou no caminho certo.Gostaria de pedir um auxilio com relaçao a escolas que tenham essa preocupaçao.Alguem tem uma dica p me dar? Moro em Brasília e estou nessa busca.Obrigada

    ResponderExcluir
  2. Olá Débora!!!A escola abriu esse espaço para o meu filho e foi excelente, ele faz prova no computador na sala de informática e a escola treinou ele para ele usar o computador na sala de aula , ele usou por um tempo na sala de aula. Eu fiz um Kit junto com a psiquiatra, a psicóloga e o PAIE (programa de apoio e inclusão escolar) e o resultado foi muito bom. É bem educativo para os professores e para nós pais. Baseado nas dificuldades que eles tem . E distribui para cada professor e coordenador, psicólogo da escola. A linguagem é bem fácil e tem funcionado bemm. Me mande por email seu endereço e te envio. Meu e mail é dmtorres2006@yahoo.com.br Você pode me adicionar no seu face: síndrome de tourette, toc e tdah (é um grupo ) Estou esperando seu endereço. Um abraço Daniela Torres

    ResponderExcluir
  3. Olá Daniela!!!
    Eu tenho um irmão de 12 anos que tem a Síndrome de Tourette. Bom, moramos em Uberlândia, MG e meu irmão cursa o 7° ano (equivalente a 6a série). Bom, ele tem apresentado muita dificuldade em escrever, especialmente nos trabalhos (escritos) de escolas. Minha mãe já havia ido na escola dele, conversar com os professores, para chegarem em um consenso. Resumidamente, vejo que os professores vem passando, constantemente, trabalhos (mais uma vez escrito) e que isso tem sido muito dificil para ele. Gostaria de algumas dicas e conselhos e que pudesse manter contato com você. Aguardo sua resposta, desde já, agradeço, de coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Priscilla, o computador é uma excelente solução , a escola do meu filho adotou esse sistema para ele: provas no computador, computador em sala de aula para copiar as tarefa, a própria escola o treinou para isso. Mas foi fruto de muitas idas a escola, a psiquiatra também foi, o PAIE (programa de apoio a inclusão escolar) . Manda seu endereço para o meu email e te mando o KIt que entreguei aos professores e coordenadores para que o portador De Tourette consiga dar o melhor dele na sala de aula
      Além da escrita , alguns também tem problema visuo-motor , daí a dificuldade de copiar do quadro. Meu e mail é: dmtorres2006@yahoo.com.br etem também um grupo no face onde podemos trocar ideias :http://www.facebook.com/#!/groups/289953121034601/ é trocando experiências que a gente aprende Estou aguardando seu contato Um abraço Daniela

      Excluir
  4. Olá Daniella! primeiramente quero agradecer a sua Família por ter criado este blog! estamos passando exatamente este período na escola( Felipe hoje tem 11anos). Moramos em Recife. A vida não está sendo fácil mas, acreditamos que Deus sempre estará nos proporcionando momentos bons como este agora! que nos mostra através da sua experiência de vida que, para todo o problema, sempre haverá SOLUÇÃO! principalmente quando o AmOr está de frente. Gratos...

    Eu Ricardo Camelo, Minha Esposa Aninha, minha Filha Luana e nosso Anjo FELIPE!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ricardo Camelo, e família, queria dizer que tudo pode mudar deixa seu e mail , estou em Recife toda quinta e sexta , meu filho está fazendo quimioterapia em Recife no Imip e poderíamos conversar , ou se preferir conversaremos por e mail !!!!

      Excluir
  5. Boa noite, Daniela Torres!
    Meu filho de 10 anos está atravessando uma fase difícil. Aos cinco anos de idade começou a ter tiques que sumiam após algum tempo e quando retornavam,voltavam piores. Já passamos por alguns neurologistas,psicólogos e temos dificuldade de ter um diagnóstico. O que mais ouvimos dos médicos é: vai passar!! Mas não passa, e evolui. Gostaria de pedir a indicação de um profissional especialista em Tourrete, para que possamos levar meu menino e ajudá-lo da melhor maneira possível. Aguardo um contato seu.
    Meu email é Adrianamuzy@outlook.com
    Um abraço e fique Com Deus.

    ResponderExcluir